Seis portugueses premiados na VIII Bienal Iberoamericana de Arquitectura

510

O júri da VIII Bienal Iberoamericana de Arquitectura e Urbanismo (BIAU), promovida pelo Ministério do Fomento espanhol, já anunciou as 26 obras arquitectónicas e de desenvolvimento urbano que considera serem as melhores da América Latina, Portugal e Espanha dos últimos dois anos.
Entre as obras distinguidas estão cinco espanholas, seis portuguesas, três brasileiras, três mexicanas, duas argentinas, duas colombianas, duas paraguaias, uma chilena, uma equatoriana e outra venezuelana.

Obras portuguesas:
Francisco Aires Mateus e Manuel Aires Mateus (Residências Assistidas de Alcácer do Sal)
Ana Cristina Alves Guedes e Francisco Castello Branco Vieira de Campos (Estações do Teleférico da zona histórica de Vila Nova de Gaia)
João Luís Carrilho da Graça, António Adão da Fonseca e Carlos Quinaz (Ponte Pedonal sobre a Ribeira da Carpinteira)
João Mendes Ribeiro (Reabilitação da Casa do Arco)
Maria Manuel Oliveira e CE.EAUM, Arquitectura (Reabilitação Urbana da Praça do Toural)
Ricardo Bak Gordon (Duas casas em Santa Isabel).

Fonte: OA