Teatro Rápido fecha as portas no final deste mês

teatro_rapido

 

No final deste mês o Teatro Rápido, que estava em atividade desde 2012, em Lisboa, vai fechar as portas. Em comunicado de imprensa é referido que, apesar de terem conseguido manter a sua atividade sem apoios privados ou institucionais, “a situação económica do país e a provável falha ou alteração aos suportes de comunicação, ao grande público e à imprensa assumida pelo Teatro Rápido, levaram, no entanto, a uma acentuada quebra no número de espectadores nos últimos meses.”

Face, por isso, “à conjuntura económica atual” e à impossibilidade de obter fontes de financiamento alternativas, o Teatro Rápido decidiu fechar as portas no final deste mês.

No mesmo comunicado o diretor do teatro, Alexandre Gonçalves, afirmou: “Continuo a acreditar na validade deste projeto, e quero retomá-lo muito em breve, em condições sustentáveis.”

Ao longo dos dois anos que esteve em funcionamento o Teatro Rápido acolheu peças como A Camisa, O Vestido e A Janela, de André Murraças, ou Gisberta, de Eduardo Gaspar e interpretada por Rita Ribeiro.

Fonte: DN