Protecção do Centro Histórico pode levar à demolição de edifícios em S. Petersbrugo

petersburgo

A Comissão para Controle Estatal, Uso e Proteção de Monumentos de História e Cultura de São Petersburgo preparou emendas à lei municipal sobre os limites das zonas de proteção do património cultural e regimes de uso de terrenos.

Em particular, o documento destaca que em São Petersburgo existem “construções dissonantes”, ou seja, alguns edifícios “não-históricos” (recentes e sem valor histórico e cultural) localizados no casco histórico, cujos parâmetros e/ou concepção arquitetónica não correspondem às caraterísticas do entorno histórico.

As emendas prevêm medidas destinadas a eliminar o efeito dissonante dos “erros de planeamento urbano”.

Além de demolir construções dissonantes, os autores das emendas propõem alterar proporções e altura de tais edifícios, eliminar certos elementos arquitetónicos discordantes com o entorno histórico (cúpulas, claraboias, etc.). Segundo eles, as obras correspondentes aos valores e gostos artísticos da época atual deverão ser edificadas apenas nas áreas de feições urbanísticas ainda não constituídas e em desenvolvimento.

Fonte: Voz da Rússia