Festival Mundial de Arquitectura elege os melhores do mundo

centro_cultural_seul

O Centro Cultural de Dongdaemun, em Seul, é famoso pela suas lojas e cafés que estão abertos 24 horas por dia. É também um centro para todas as idades, que serve de intercâmbio de ideias e tecnologia. Arquitectos: Zaha Hadid Architects

Uma igreja em Sevilha, um hotel na Turquia, um museu em Copenhaga e o novo projeto para o aeroporto de de Gatwick. São alguns dos candidatos a melhor edifício do ano, o prémio atribuído anualmente pelo Festival Mundial de Arquitetura. Este ano o certame decorre em Singapura.

Os projetos candidatos chegaram de mais de 50 países. Entre os edifícios que estão em concurso há obras de arquitetos reconhecidos como por exemplo Zaha Adid, Forsters & Partners, Farrells ou Aedas. O prémio abarca várias categorias desde paisagismo, a edifícios religiosos, museus, centros de desporto ou de lazer, sendo que a edição desta ano contém novas categorias que premeiam o uso criativo da cor e dos materiais, como a madeira.

O júri do festival Mundial de Arquitetura é presidido pelo britânico Richard Rogers, que conta com a ajuda de Rocco Yim de Hong Kong, da norte-americana Julie Eizenberg, de Peter Rich da África do Sul e do Enric Ruiz Geli.

A galeria de arte Toi o Tamaki, em Auckland, na Nova Zelândia, desenhada por Francis-Jone Morehen Thorp, foi o vencedor do prémio em 2013.

Fonte: TSF

Conheça todos os candidatos aqui