Plano Arqueológico de Alhambra pretence constituir-se como uma referência

alhambra

Foi esta semana apresentado o Plano Arqueológico de Alhambra, um documento que, segundo a María del Mar Villafranca Jiménez, directora geral do Patronato de la Alhambra y Generalife, pretende contribuir para um “maior conhecimento do Conjunto Monumental de uma perspectiva científica e inovadora”.

O Plano Arqueológico resultou de um trabalho que se desenvolveu ao longo de 3 anos e que se traduziu em cerca de 1o mil páginas, mais de 3500 fotografias, planos inéditos e fichas arqueológicas, entre outros. Esta iniciativa permitiu realizar um diagnóstico do Conjunto monumental, identificar e avaliar as áreas escavadas, analisar os materiais arqueológicos em depósito, iniciar uma base de dados, elaborar protocolos de intervenção arqueológica e redigir uma normativa de intervenção arqueológica no Monumento. Esta iniciativa contou com a colaboração de q8 pessoas.

 

 Fonte: Patronato de la Alhambra y Generalife