Projecto para o Museu do Caramulo vence Prémio Vilalva

caramulo

Simulação das futuras salas do Museu do Caramulo

O projecto para a futura requalificação do Museu do Caramulo, que prevê a modernização das salas de exposição e a actualização do discurso museográfico da instituição, é o vencedor da sétima edição do Prémio Vilalva, uma iniciativa da Fundação Gulbenkian que anualmente destaca um contributo importante no domínio da recuperação do património.

A arquitecta Teresa Nunes da Ponte, autora para a Parque Escolar do projecto de requalificação da conhecida Escola Secundária Padre António Vieira, em Lisboa, e coordenadora das recentes intervenções no Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian, é a autora do projecto, sendo este a receber o prémio no valor de 50 mil euros.

Fonte: Público

Artigo completo