James Bond em exposição, em Londres

bond_in_motion

Catorze carros, cinco motas, três aparelhos de voo, sete de água e até o tuk tuk de Octopussy – Operação Tentáculo, de 1983, podem ser vistos no London Film Museum, junto ao concorrido Covent Garden, no centro de Londres. Não são meios de transporte quaisquer. Foram usados por James Bond nas suas várias encarnações, e estão expostos com as armas criadas pelo diligente Q ou os estragos provocados por um não tão poupado 007. É o caso dos Aston Martin DBS guiados por Daniel Craig em Casino Royale(2006) e em Quantum of Solace(2008). A um sobram-lhe os riscos, a outro falta-lhe a porta.

É um cruzamento de ficção e realidade o que anda pela cave do museu londrino, como nos diz o modelo artilhado por Q para o James Bond de Pierce Brosnan em Morre noutro Dia (2002). “A Aston Martin chama-lhe Vanquish, eu chamo-lhe Vanish”, diz a personagem interpretada por John Cleese enquanto mostra ao agente que o carro pode tornar-se invisível. O que está na exposição tem as armas usadas que os espectadores viram no cinema.

Outro Aston Martin tem lugar de estrela em Bond in Motion(Bond em movimento): o modelo DB de 1964 usado por Sean Connery numa perseguição nas estradas do Sul da França, emGoldfinger. O modelo saiu da garagem em 1995 para GoldenEye, já com Brosnan no papel – e com referência no filme a este regresso.

Fonte: DN

Para mais informações