UE e UNESCO dão 1M€ para preservar história dos movimentos independentistas

1468

unesco

A União Europeia e a UNESCO anunciaram hoje a disponibilização de um milhão de euros para financiar projetos de preservação do património documental da história de movimentos independentistas, como a moçambicana Frelimo, criados na Tanzânia.

Em nota hoje divulgada, a que a Lusa teve acesso, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) afirmou que, no âmbito da parceira com a União Europeia, será lançado o 10º Fundo Europeu de Desenvolvimento para a Cultura visando «coletar, documentar, preservar e comemorar o património documental insubstituível de África existente na Tanzânia desde o período de criação dos movimentos independentistas».

«Durante a liderança do (Presidente) Mwalimu Nyerere, a Tanzânia foi a base física, teórica e política para muitos movimentos de libertação e garantiu que uma geração de líderes africanos fosse preparada para assumir o seu papel na independência dos seus respetivos países», assinalou o comunicado.

Fonte: Diário Digital / Lusa