Aquavillage, a unidade hoteleira que revitaliza o conceito de utilização de águas termais, inaugura oficialmente a 8 de Outubro | um artigo da autoria de Rogério Monteiro

Aqua Village Health  (6)

Aquavillage, a unidade hoteleira que revitaliza o conceito de utilização de águas termais, inaugura oficialmente a 8 de Outubro.

Vencidos os contratempos, finalmente o Aquavillage – o único Health & SPA Resort 5 estrelas na Serra da Estrela (concelho de Oliveira do Hospital, Distrito de Coimbra), abriu portas e recebeu os primeiros clientes, mas a inauguração oficial está agendada para 8 de Outubro de 2016.

 

Por Rogério Monteiro*
Fotografias Sara Matos / Agência Brandchoice

 

O complexo é composto por 9 edifícios, que alojam 29 apartamentos, com jacúzi privativo e kitchenette, 20 de tipologia T1 e 9 de tipologia T2, e uma suite presidencial. Além das 76 camas, o complexo oferece ainda uma ampla gama de serviços (alguns já finalizados, outros ainda em projeto): restaurante regional, bar, área comercial, sala de congressos, centro de interpretação de águas termais, sala de cinema, biblioteca, praia fluvial privativa, parque de desporto aventura, spa e spa termal. Em linha com a oferta de bem-estar, o consumidor deste tipo de espaços tem a possibilidade de massagens ao ar livre, em estruturas suspensas na copa das árvores e sobre o Rio Alva. Foram, ainda, criadas áreas de leitura e relaxamento. Todas as valências atrás mencionadas, segundo o promotor do empreendimento, Francisco Cruz, estavam previstas que recebessem os primeiros hóspedes, no início de agosto de 2015, mas tal veio a acontecer a 12 de setembro de 2016.

O empreendimento Aquavillage está situado na pequena localidade de Caldas de São Paulo, pertencente à freguesia de Penalva de Alva, a cerca de 9 km da sede do concelho Oliveira do Hospital. A praia fluvial existente próxima da unidade está sob a responsabilidade da coletividade local, a Liga Recreativa Amigos das Caldas de São Paulo; uma praia privativa está prevista para o interior do complexo, mas tal ainda não avançou. Para quem visita as Caldas de S. Paulo, a praia fluvial é a principal atração. No entanto, até há alguns anos, esta localidade era essencialmente conhecida pelas suas águas termais. Durante muitos anos, uma das fontes de rendimento da população das Caldas de S. Paulo eram estas termas, onde os frequentadores iam a banhos.

A região Centro é rica em unidades hoteleiras e termais e, segundo a Associação das Termas de Portugal, estão dispersas um pouco por toda a região, concentradas, essencialmente, em zonas cujo acesso rodoviário está facilitado. No distrito de Aveiro, podem elencar-se as Termas de São Jorge, as Termas da Curia; no distrito de Leiria, encontram-se as Termas de Monte Real; no distrito de Viseu, as Termas das Caldas de Aregos, as Caldas da Felgueira, as Termas de Alcafache Spa Termal, as Termas de São Pedro do Sul, as Termas do Carvalhal; no distrito de Castelo Branco, as Termas de Monfortinho, as Termas de Unhais da Serra; no Distrito de Coimbra, as Termas do Luso; e no distrito da Guarda, as Caldas de Manteigas. Todos os espaços atrás enumerados são suportados por unidades hoteleiras, integrando, ou não, a estância balnear.

 

Qualidades e propriedades das águas termais Aquavillage

A área das nascentes das águas de S. Paulo encontra-se localizada na mancha granítica das Beiras, numa região exclusivamente formada por granitos (Geo-Hidrol: 1969). As nascentes localizam-se em pleno vale do rio Alva (Rocha: 1938a). Rocha (1938b) caracteriza a água das Caldas de S. Paulo de “natureza sulfúrea-sódica, hipotermal e pouco radioativa pelo rádon”.

Alexandre Carvalho, em 1951, visita a nascente onde se encontrava o poço de granito de água termal e inicia um relatório, redigindo que “o vale em que esta se situa é bastante profundo e de não fácil acesso, mas tudo ali concorre para o aprazimento da vista, tão amena e risonha é a paisagem que nos rodeia.”

O Aqua Village Health Resort & Spa fica num território com um potencial turístico ímpar, com um enquadramento paisagístico único, oferecendo ao turista, cliente, consumidor a possibilidade de desfrutar de uma oferta ‘diferenciadora’, na medida em que é também a primeira unidade hoteleira do concelho a dispor de tratamentos com água termal.

Além da ruralidade – reitere-se que é uma das regiões com mais baixos índices económicos do país – e da singularidade do espaço envolvente, o empreendimento em análise reveste-se de um conceito de massagens diferenciador no mercado português da oferta de turismo de saúde e bem-estar. A oferta de massagem spa na copa das árvores numa estrutura suspensa em forma de gota é um conceito inovador na Europa e no mundo. Pelas pesquisas efetuadas na Internet, existem várias ofertas de spa ecológico em árvores, mas é quarto ou casa construídos nas árvores.

 

*Rogério Monteiro, mestrando do curso de Mestrado em Turismo, Territórios e Patrimónios, na Universidade de Coimbra. Licenciado em Estudos Portugueses e pós-graduado em Ensino de Português como Língua estrangeira. Experiência profissional em países como Timor-Leste, RAE de Macau, França e República Checa. Viajante apaixonado, leitor e investigador

 

Referências bibliográficas

GEO-HIDROL (1969). Projecto para uma nova captação de Águas Minero-Medicinais nas Caldas de S. Paulo em Penalva de Alva.
Rocha, A. B. (1938a). Águas Minero-Medicinais das Caldas de S. Paulo.
Rocha, A. B. (1938b). Relatório de inspecção de águas. Porto: Universidade do Porto.