S. João da Madeira alarga Turismo Industrial às artes gráficas e à colchoaria

turismo_industral_joao_madeira

Os roteiros de Turismo Industrial em S. João da Madeira alargam-se em maio às artes gráficas e à colchoaria, para que o público conheça também esses setores em contexto de laboração, revelou o presidente da Câmara, Ricardo Oliveira Figueiredo.

Em causa está o programa museológico que desde 2012 vem levando turistas a conhecerem fábricas, museus e centros tecnológicos relacionados com os produtos mais emblemáticos do concelho: o chapéu, o calçado, o lápis e as etiquetas têxteis e passamanarias.

“Estes roteiros revelaram-se um tal sucesso que sentimos a necessidade de incluir no projeto outras indústrias representativas de S. João da Madeira”, declarou à Lusa o presidente da autarquia, que fixou em mais de 100.000 o número de visitantes que participou nesses circuitos desde o seu lançamento.

“Agora vão entrar no programa três novas empresas: a Bulhosas, que faz etiquetas em papel e autocolantes, trabalha muito para a indústria do vinho e já tem uma sala-museu própria nas suas instalações; a Flexitex, que fabrica diferentes tipos de tecido para a indústria de colchoaria nacional e internacional; e a Molaflex, que produz colchões para os clientes mais exigentes em todo o mundo”, explicou Ricardo Oliveira Figueiredo.

O investimento necessário para a expansão do projeto ronda os 100.000 euros e será aplicado sobretudo na adaptação desses espaços fabris à circulação de turistas – sempre em horário de laboração real – e também na produção dos suportes impressos e audiovisuais que deverão acompanhar cada visita.

Fonte: RTP

Artigo completo (+)