Reiniciam em Março as visitas guiadas em Tuk-Tuk à cidade de Viseu, por Sandra Gomes

tuktuk viseu

A Vistuk regressa em Março, após pausa sazonal, com as visitas guiadas em tuk-tuk, com novos percursos, ainda a ser desenhados e novas parcerias que estão a ser fechadas, porque o “turismo deve ser feito de parcerias”, sustenta Susana Sousa, a gestora da Vistuk, em Viseu.

 

Por Sandra M Gomes
Fotografia: Vistuk

 

Visitar Viseu em tuk-tuk

Susana Sousa é a guia da Vistuk, a empresa de animação turística de Viseu que nasceu há um ano e é a única empresa de Viseu que utiliza o tuk-tuk como meio privilegiado para guiar os visitantes pela cidade, pelo património, pela enogastronomia, cultura urbana e muito mais.  A guia turística, nasceu e cresceu na cidade do guerreiro lusitano Viriato, conhecendo-a muito bem e, por isso, “quero mostrar a cidade de maneira diferente às pessoas que nos visitam, que muitas vezes vêm com o tempo limitado para visitar a cidade. Cada visita é única”, garante, e os visitantes ficam surpreendidos “ por não imaginarem que Viseu fosse uma cidade tão bonita”.

Atualmente são 6 os pacotes turísticos disponíveis, deste Street Art, uma visita pelas obras de artistas participantes nas duas edições do Festival de Street Art, Tons da Primavera, promovido pelo Município de Viseu e que acontece em Maio; Viseu dentro de muralhas, possibilitando o contacto com o património no coração da cidade para além das muralhas romanas que ainda persistem visíveis; Viseu & Solar do Vinho do Dão, que, para além da histórica cidade, inclui uma visita ao Solar do Vinho do Dão e parque verde do Fontelo; Viseu e Quinta da Cruz, que inclui uma visita por dois espaços de gestão municipal, que encerram tradição e arte, como são a Casa da Ribeira e a Quinta da Cruz; Viseu, Cidade do Vinho, que inclui um piquenique regional; Viseu em Poucas Palavras, mas que reúne tudo, ou quase tudo, sobre Viseu numa experiência apenas; e um pacote extra à medida do visitante, que pode ser aquilo que ele quiser. Em 2016, o tour mais solicitado foi Viseu dentro de muralhas, com a duração de 45min, indicado para visitar a cidade “de uma ponta à outra, sem correrias”, esclarece Susana Sousa, por apenas 10€ por pessoa.

2017, ano do Turismo

A ONU declarou 2017 como o Ano Internacional de Turismo Sustentável para o Desenvolvimento, explicado nas palavras do secretário-geral da Organização Mundial do Turismo, Taleb Rifai, por ser “uma oportunidade única para aumentar a contribuição do sector do turismo para os três pilares da sustentabilidade – económica, social e ambiental, ao aumentar a consciência das verdadeiras dimensões de um setor que é muitas vezes subestimado”. No seguimento deste enfoque nesta “indústria”, o Município de Viseu lança também a campanha “2017, Ano Oficial para Visitar Viseu”, envolvendo os seus habitantes enquanto anfitriões e promovendo ações para cativar os potenciais visitantes de cidades vizinhas portuguesas e também espanholas,  colocando este destino como alternativa às turistificadas cidades de Lisboa e Porto. O responsável pelo Turismo do Centro, Pedro Machado, enfatiza ainda que a visita do Papa Francisco a Fátima poderá ser uma oportunidade para as cidades do centro de Portugal.

 

Sandra M Gomes é licenciada em Comunicação, tendo-se especializado na criação de conteúdo criativo ou factual, tendo em conta a estratégia de marketing e comunicação pré-definida (ou colaborando na sua definição) para cada projeto com os quais colaborou, nunca esquecendo as boas práticas associadas à comunicação digital. https://www.linkedin.com/in/sandramgomes