Câmara de Viana lança programa para salvaguardar património religioso em risco

viana

A Câmara de Viana do Castelo apresentou o programa “Valorizar o Património” que se destina a intervir em imóveis em risco. A primeira fase do programa inclui intervenções em oito igrejas, capelas e cruzeiros que vão ser requalificados até setembro, num investimento municipal de 300 mil euros.

Os oito espaços que agora vão ser alvo de intervenção foram identificados pela autarquia por apresentarem “condições de risco ou desadequadas, designadamente risco de colapso físico, acesso e circuito condicionados, obras de arte em avançado estado de deterioração, ausência de conteúdos e sinalética”.

As obras serão acompanhadas pelo departamento de arqueologia da autarquia, supervisionadas pela Direção Regional de Cultura do Norte.

Nesta primeira fase vão ser intervencionadas as igrejas de São Domingos, de São Tiago de Castelo de Neiva, de São Pedro de Serreleis, as capelas de Nossa Senhora da Agonia, de Santa Catarina, das Malheiras e os cruzeiros de Santa Marta de Portuzelo e de Nosso Senhor da Saúde, em Vila de Punhe.