Colômbia pretende recuperar tesouro em exibição num museu em Madrid

 

A Colômbia quer recuperar um tesouro que foi levado em 1892 para Espanha. O tribunal constitucional do país decidiu que o Governo deve pedir, através da Unesco, que Madrid devolva as 122 peças de ouro, uma coleção de antiguidades quimbayas que foi oferecido à rainha María Cristina de Habsburgo-Lorena.

O tesouro está atualmente exposto no Museu da América em Madrid. Mas o caso arrasta-se na justiça desde 2006: nesse ano o advogado Felipe Rincón levou o caso a tribunal argumentando que o presente foi dado pelo então presidente Carlos Holguín de forma ilegal. Em 2009, um juiz decidiu a favor de Felipe Rincón, mas em 2011 a decisão foi revogada.

O argumento do advogado é que o tesouro foi oferecido pelo presidente sem permissão do Congresso e que faz parte da herança cultural do país. Rincón insistiu e agora a decisão ficou nas mãos do tribunal constitucional. E depois de meses a analisar a questão, nomeadamente a posição do Governo e da Presidência, de que a entrega do tesouro cumpriu os preceitos da época, o tribunal decidiu, com cinco votos contra um, que o património cultural não pode ser alienado e por isso as 122 peças de ouro devem ser devolvidas.

(…)

Fonte: DN

Artigo completo (+)