Casa da Arquitetura e tutela criam plataforma sobre acervos e coleções

festa_arquitectura

A Casa da Arquitetura, estrutura que inaugura dia 17 em Matosinhos, e a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) vão lançar uma plataforma online e de consulta gratuita com a localização física das coleções e acervos de arquitetos.

O objetivo é conseguir informar os investigadores, estudantes de arquitetura, autores, entre outros agentes ligados à área, das características das obras arquivadas e do sítio onde estão, sejam coleções de municípios, faculdades, fundações ou mesmo acervos individuais.

“Será uma plataforma conjunta que agregará espólios. Isto surge da ambição de trabalharmos em conjunto e não como se as diversas estruturas fossem quintais. Pretendemos divulgar, operacionalizar o que existe em Portugal”, disse a diretora-geral do Património Cultural, Paula Silva, após ter assinado esta quinta-feira um protocolo em Matosinhos, no distrito do Porto.

A plataforma será online e gratuita e é expectativa dos responsáveis que esteja a funcionar no final do próximo ano e soma-se a outros aspetos de um protocolo, como a formação e apoio que a DGPC dará à Casa da Arquitetura para que os profissionais desta nova estrutura arquivem o material de forma igual à que é feita por quem trabalha no Sistema de Informação para o Património Arquitetónico (SIPA) que funciona no Forte de Sacavém.

A iniciativa de criar este protocolo e colaboração foi do diretor-executivo da Casa da Arquitetura, Nuno Sampaio, que à Lusa explicou a importância de “chamar as peças pelo mesmo nome, saber arquivar da mesma forma, seguir um método que torne o processo uniforme e coerente”.

(…)

Fonte: Observador

Artigo completo (+)