Associação Terras de Sicó promove Rede das Aldeias do Calc

 logo_terras_sico

Os seis municípios que integram a Associação de Desenvolvimento Terras de Sicó vão criar a Rede das Aldeias do Calcário para valorizar este produto endógeno e potenciar o turismo. Segundo Nuno Moita, presidente da Câmara de Condeixa-a-Nova, “Sendo o calcário uma referência comum aos seis concelhos e as construções em calcário uma das outras referências, achámos como algo estratégico para o futuro desta região, que tem outras valências, mas esta não está devidamente explorada, constituir esta rede como forma de valorização desse património único e como forma de união e de promoção turística e cultural dessas aldeias”.

Segundo o autarca, numa primeira fase o projeto engloba uma aldeia por cada um dos concelhos da Terras de Sicó: Casmilo (Condeixa-a-Nova), Chanca (Penela) e Cotas (Soure), no distrito de Coimbra; e Granja (Ansião), Poios (Pombal) e Ariques (Alvaiázere), distrito de Leiria. Outras seis aldeias foram selecionadas numa segunda fase: Marques (Alvaiázere), Aljazede (Ansião), Poço (Condeixa-a-Nova), Aldeia do Ferrarias (Penela), Aldeia do Vale (Pombal) e Pombalinho (Soure).

O investimento previsto é na ordem dos 200 mil euros, repartido pelas seis câmaras e associação.

O território Terras de Sicó engloba a totalidade da área dos municípios de Alvaiázere, Ansião, Condeixa-a-Nova, Penela, Pombal e Soure em torno do maciço da Serra de Sicó, com uma área aproximada de 1.500 quilómetros quadrados, segundo o sítio na Internet da associação.

Fonte: Notícias de Coimbra