Condeixa-a-Nova investe em diversos projetos para valorizar património romano

conimbriga

A Câmara de Condeixa-a-Nova está a valorizar o património romano e investir em projetos como a construção do parque temático `Roma dos Pequenitos` ou na sua integração na Rede de Cidades Romanas do Atlântico.

A candidatura de Conímbriga a Património Mundial da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) é outro dos projetos em desenvolvimento e no qual o município também está empenhado, no âmbito da estratégia que tem vindo a adotar para valorizar o património romano do concelho, afirma o presidente da Câmara da vila vizinha de Coimbra, Nuno Moita, em nota de imprensa enviada à agência Lusa.

“Uma das nossas prioridades assenta na valorização dos recursos de Condeixa e, em especial, daqueles que mais nos distinguem, como é o legado romano de Conímbriga”, sublinha o autarca, recordando alguns dos “investimentos mais recentes realizados na valorização do património romano de Condeixa”, como “a abertura do Museu PO.RO.S, enquanto infraestrutura complementar às Ruínas de Conímbriga”.

É igualmente nesta perspetiva que a Câmara de Condeixa-a-Nova aceitou “integrar e liderar o processo de criação” da Rede de Cidades Romanas do Atlântico. A Rede pretende “contribuir para a promoção do potencial turístico de todas as cidades” aderentes, promover a sua imagem turística em feiras nacionais e internacionais e “estabelecer relações e intercâmbios com redes análogas, tanto nacionais, como internacionais”.

Para o cumprimento destes objetivos estão previstas várias atividades, desde a “criação de uma imagem corporativa para promoção turística conjunta” ou da “elaboração de ferramentas e material de promoção conjunta” até à realização de “ações de promoção turística das cidades, a partir da perspetiva da sua identidade romana”, exemplifica a Câmara de Condeixa-a-Nova.

Fonte: RTP