Arqueólogos dinamarqueses fazem descoberta supreendente em Copenhaga

174

 

Uma equipa de arqueólogos do Museu de Copenhaga descobriu duas dezenas de esqueletos enterrados em plena praça da Câmara Municipal da capital da Dinamarca.

De acordo com os especialistas, estes são muito provavelmente os ‘primeiros habitantes’ de Copenhaga, já que as ossadas de homens, mulheres e crianças terão cerca de mil anos, ou seja, são anteriores a 1167, o ano a que se atribui a fundação da cidade.

Os corpos foram encontrados a apenas um metro de profundidade da mais movimentada praça dinamarquesa. Os trabalhos decorrem desde dezembro de 2017 e a equipa de arqueólogos acredita que existam ainda mais corpos enterrados.

A esperança dos arquéologos dinamarqueses é que estes esqueletos possam agora revelar mais informações sobre as pessoas que ajudaram a fundar Copenhaga.

Fonte: Euronews