Amarante apresenta espaço museológico da autoria do arquitecto Siza Vieira

siza

O novo espaço museológico de Amarante vai surgir a partir da recuperação das ruínas do Solar dos Magalhães, de acordo com um projeto do arquiteto Siza Vieira.

Segundo José Luís Gaspar, presidente da Câmara Municipal, o convite a Siza Vieira pretendeu potenciar o trabalho que o arquiteto tinha realizado, há cerca de duas décadas, quando se pensou o Solar dos Magalhães como a futura sede da Fundação Afonso Henriques, o que acabou por não se concretizar.

À agência Lusa, o autarca de Amarante destacou, por outro lado, o empenho do arquiteto portuense e a forma como tão bem interpretou o que se pretende para o espaço, a partir das ruínas de um solar do século XVIII, imóvel que foi incendiado aquando das segundas Invasões Francesas, em 1809, um dos momentos mais marcantes da história do concelho.

(…)

Segundo o chefe do executivo, outros arquitetos estão a trabalhar em projetos importantes para Amarante, nomeadamente Souto Moura, convidado para a remodelação do mercado municipal e da Alameda Teixeira de Pascoaes, atualmente em fase de estudo prévio, e Sidónio Pardal, o autor da intervenção paisagística que vai arrancar em breve nas margens do rio Tâmega, numa extensão de 18 quilómetros.

(…)

Fonte: DN