Realizador português distinguido em festival internacional

filme_salaviza

O filme “Chuva é cantoria na aldeia dos mortos”, de João Salaviza e Renée Nader Messora, venceu o prémio de melhor obra de ficção do Festival de Cinema de Lima, no Peru. O filme, que já havia recebido o prémio especial do júri da secção `Un Certain Regard` no Festival de Cannes, ganhou ainda a distinção por melhor fotografia.

O 22.º Festival de Cinema de Lima contou ainda com a presença de outro português – o produtor Paulo Branco — enquanto homenageado.

A produtora portuguesa Karõ Filmes realçou, em comunicado, que “Chuva é Cantoria na Aldeia dos Mortos irá ser exibido em dezenas de festivais internacionais nos próximos meses” e tem estreia comercial em Portugal, França e Brasil prevista para o primeiro trimestre do próximo ano.

O filme foi rodado durante nove meses, em 16mm, sem equipa, na aldeia Pedra Branca, no estado de Tocantins, no Brasil.