Agitação marítima em Espinho põe a descoberto armadilha de pesca dos romanos

 

Uma armadilha de pesca atribuída ao século II a.C. foi exposta pelo mar na praia do Pau da Manobra, revelou esta quinta-feira a Câmara de Espinho, referindo que o engenho foi concebido pela população romana à época instalada na área.

A estrutura terá sido construída em madeira e vime, destinando-se a permitir a apanha de peixe através de um sistema de onde aquele, uma vez lá entrando, não conseguisse sair. Depois de abandonado, o mecanismo foi sendo escondido pela sucessiva deposição de areias ao longo dos séculos, até que a agitação marítima da semana passada, ao retirar à praia de Silvalde mais de dois metros de altura de areal, deixou parte da peça novamente exposta.

“Os vestígios da armadilha ficaram à vista e, como pertencem ao mesmo grupo de estruturas que já descobrimos no local em 1989 e que na altura foram sujeitas a testes científicos, sabemos que são do século II a.C., do tempo dos romanos”, declarou à Lusa o chefe da Divisão de Ambiente da Câmara de Espinho, Joaquim Sá.

Fonte: Público