Rede Portuguesa de Museus conta com novos membros

rpm

O Ministério da Cultura reconheceu hoje em Diário da República a certificação do Museu de Santa Maria de Lamas, na Feira, e do Museu da Irmandade dos Clérigos, no Porto, como novos membros da Rede Portuguesa de Museus. Assinado pelo ministro Luís Filipe Castro Mendes, o despacho reconhece que os dois museus “reúnem todas as condições para integrar a Rede” e refere que isso contribuirá para a “promoção do acesso à cultura e enriquecimento do património cultural português”

Para Susana Ferreira, directora do Museu de Lamas, a vantagem mais prática dessa certificação é que viabilizará “a possível candidatura a fundos nacionais e comunitários destinados exclusivamente a equipamentos integrados na Rede Portuguesa de Museus” e permitirá “qualificar ainda mais a equipa técnica da instituição, através de acções de formação especializada”.

A adesão à rede significa ainda “maior notoriedade e valorização no quadro da realidade museológica nacional”, já que esse enquadramento facilitará “uma maior cooperação e articulação institucional, assegurando o rigor e profissionalismo das práticas museológicas e técnicas museográficas já implementadas e por implementar”.

O padre Américo Aguiar, presidente da Irmandade dos Clérigos, também se mostra satisfeito com a decisão ministerial que entrará em vigor esta terça-feira: “É com grande alegria, mas também com elevado sentido de responsabilidade que acolhemos a credenciação do Museu da Irmandade dos Clérigos e a sua integração na Rede Portuguesa de Museus”.