IVDP instala centro interpretativo na Régua

douro

O Instituto dos Vinhos do Douro e Porto (IVDP) vai aplicar 750 mil euros na recuperação do armazém 43, na Régua, onde ficará instalada a sede do organismo, bem como um espaço que vai funcionar como centro interpretativo sobre o Douro.

De acordo com a Lusa, que cita o presidente do IVDP, Manuel Cabral, as obras de recuperação do armazém 43, que se localiza no centro da Régua, já estão em curso e podem estar concluídas até ao final do ano.

Esta quinta-feira, 30 de Agosto, foi publicada em Diário da República a portaria em que os ministérios das Finanças e da Agricultura autorizam o IVDP “a efectuar a repartição de encargos relativos ao contrato de empreitada de obra pública destinada à recuperação do armazém 43 e à construção na área exterior de um espaço que permita vivenciar a realidade histórica e prospectiva do Douro Vinhateiro”.

Quanto ao espaço expositivo, Manuel Cabral explica que o objectivo passa por criar na Régua uma espécie de centro interpretativo sobre o Douro, sobre as funções do instituto e os vinhos produzidos na mais antiga região demarcada e regulamentada do mundo, à semelhança do que já acontece nas instalações do IVDP no Porto.

Fonte: Publituris