Abertura do Centro de Interpretação do Românico

rota_romanico

No próximo Dia Mundial do Turismo, 27 de setembro, quinta-feira, em hora a anunciar, abrirá ao público, na vila de Lousada, o Centro de Interpretação do Românico, promovido pela Rota do Românico.

A Rota do Românico tem vindo a afirmar-se, nos últimos anos, como um projeto de referência nacional, sendo (re)conhecido como um paradigma, em prol do desenvolvimento regional, em diversos campos de intervenção: da conservação do património à promoção turística, da investigação científica à disseminação de conhecimento, da dinamização cultural à educação patrimonial.

O projeto expositivo deste equipamento de divulgação do património histórico-cultural distingue-se pelo arrojo da sua arquitetura contemporânea, mas igualmente pelas múltiplas experiências interativas proporcionadas pelos seus conteúdos museográficos.

Para além dos espaços de receção, bar e biblioteca, o CIR é constituído por uma superfície expositiva de cerca de 650 metros quadrados, distribuídos por um amplo átrio central e por seis salas temáticas: Território e Formação de Portugal; Sociedade Medieval; O Românico; Os Construtores; Simbolismo e Cor; Os Monumentos ao longo dos Tempos.

Dinamizada pela VALSOUSA – Associação de Municípios do Vale do Sousa, a Rota do Românico reúne, atualmente, 58 monumentos, distribuídos por 12 municípios dos vales do Sousa, Douro e Tâmega (Amarante, Baião, Castelo de Paiva, Celorico de Basto, Cinfães, Felgueiras, Lousada, Marco de Canaveses, Paços de Ferreira, Paredes, Penafiel e Resende), no Norte de Portugal.

Fonte: Rota do Românico