Centenas de peças encontradas desde início da guerra expostas em Damasco

54

palmira

A Direção-Geral das Antiguidades e dos Museus da Síria expôs na quarta-feira, numa exposição em Damasco, capital do país, centenas de peças encontradas em todo o território, desde o início da guerra, em 2011. Entre as cerca de meio milhar de peças arqueológicas encontram-se artigos em ouro, estátuas em bronze ou ânforas.

Os objetos expostos foram “encontrados pelo Exército sírio e os seus aliados e também por diferentes forças de segurança”, depois de terem conquistado as cidades aos rebeldes e aos ‘jihadistas’, indicou o responsável pela Direção-Geral das Antiguidades e dos Museus, Mahmoud Hamoud. As peças datam de “todas as épocas, do século X antes de Cristo até ao período islâmico”.

Durante a guerra, dezenas de locais arqueológicos em toda a Síria foram destruídos, danificados ou pilhados e mais de 9.000 objetos foram recuperados. “Mas dezenas de milhares de peças saíram do país no contrabando e não foram recuperadas”, afirmou Hamoud. Antiguidades sírias foram ainda recuperadas no Líbano, enquanto sabe-se que outras foram detetadas na Turquia e na Jordânia.

A Síria é um território berço de múltiplas civilizações e os achados arqueológicos revelaram peças únicas datadas de várias épocas. Mais de 360.000 pessoas foram mortas na Síria depois do início do conflito.

Fonte: Observador