Vista Alegre investiu na requalificação

museu_vista

O projeto de requalificação do lugar da Vista Alegre, em Ílhavo, que é finalista da edição de 2018 dos prémios europeus RegioStars, procura garantir a preservação da identidade daquela empresa de porcelana e fortalecer a marca no mundo.

O projeto tem como âncora a ampliação e requalificação do Museu da Vista Alegre, mas este foi apenas um primeiro passo numa ação de requalificação do lugar da Vista Alegre, em Ílhavo, onde a fábrica foi fundada em 1824.

Com o apoio de fundos europeus, o grupo investiu 44 milhões de euros para “rejuvenescer” aquele lugar, ao dar nova vida à capela e ao teatro, modernizar a fábrica e reconverter o antigo palácio do lugar num hotel de cinco estrelas.

A intervenção da mais antiga empresa de porcelana do país está entre os finalistas dos prémios RegioStars 2018, um galardão com o qual a Comissão Europeia distingue projetos inovadores e de boas práticas de desenvolvimento regional, apoiados por fundos europeus. O vencedor será conhecido na terça-feira, numa cerimónia que terá lugar em Bruxelas, onde decorre a Semana Europeia das Regiões e das Cidades.

Portugal tem quatro projetos entre os 21 finalistas dos RegioStars, dois do Norte e dois do Centro.

(…)

Fonte: DN