Exposição no Museu de Faro dá a conhecer coleção de azulejos de Ramalho Ortigão

exp_azulejo_ramalho_ortigao

 

A exposição “De Faro a Goa: uma viagem pelos azulejos de Ramalho Ortigão” é inaugurada no sábado, 20 de Outubro, às 17h00, no Museu Municipal de Faro. 

«A exposição propõe um percurso cronológico e geográfico pelos principais exemplares adquiridos por Ramalho Ortigão, com especial referência para uns raros azulejos dourados do século XVI ou para os famosos azulejos de Santa Mónica de Goa», diz a Câmara de Faro.

Este projeto resulta do trabalho de investigação de Alexandre Pais e Constança Azevedo (Museu Nacional do Azulejo) e também de Marco Lopes (Museu Municipal de Faro), distinguido em 2017 com uma Menção Honrosa pelo Prémio SOS na categoria de Investigação em História de Arte, entretanto publicado em 2018 pela autarquia de Faro com o apoio do Montepio.

A coleção de azulejos, datados dos séculos XVI a XX, foi oferecida em Junho de 1963 ao Museu Municipal de Faro, o então Museu Arqueológico e Lapidar Infante D. Henrique, pela família de António Macedo Ramalho Ortigão, após a sua morte.

“De Faro a Goa: uma viagem pelos azulejos de Ramalho Ortigão” estará patente ao público até dia 10 de Fevereiro de 2019, podendo ser visitada de terça-feira a sexta-feira, entre as 10h00 e as 18h00 e aos sábados e domingos, entre as 10h30 e as 17h00.