Museus e monumentos terão venda automática de bilhetes

57

claustro_jeronimos

O Mosteiro dos Jerónimos e o Museu de Arqueologia terão bilheteiras automáticas a funcionar a partir de novembro. A medida é para ser alargada a todos os museus, palácios e monumentos da Direção-Geral do Património Cultural.

(…)

A partir de novembro, estarão a funcionar as bilheteiras automáticas no Mosteiro dos Jerónimos e no Museu Nacional de Arqueologia e, posteriormente, na Torre de Belém, nos mosteiros da Batalha e de Alcobaça, e no Convento de Cristo, em Tomar.

“Isto é uma medida que estamos a tomar e que eu considero das mais importantes que estamos a implementar. É para ser alargada a todos os museus, palácios e monumentos da Direção-Geral do Património Cultural. Esta é a experiência-piloto, mas também a mais importante, porque é onde circula mais dinheiro”, disse a diretora-geral.

No caso de Lisboa, serão colocadas cinco máquinas de venda de bilhetes na entrada do MNA e que se destinam também ao Mosteiro dos Jerónimos, já que partilham espaços na zona de Belém.

“Essa bilhética vai permitir que alguns funcionários passem a poder estar na vigilância, porque a pressão da compra de bilhetes é enorme com aquelas filas imensas de pessoas. Já temos máquinas compradas para alargar a um conjunto grande de monumentos, incluindo a Torre de Belém”, disse.

Questionada sobre a possibilidade de contratação de mais assistentes técnicos para a DGPC, Paula Silva remeteu o assunto para a tutela da Cultura: “A nova senhora ministra [Graça Fonseca] tem isso na sua agenda como um dos pontos mais importantes e provavelmente irá dar informação muito proximamente sobre esse assunto. A questão de colocarmos a bilhética vai alterar bastante essa situação”.

(…)

Fonte: Sapo24

Artigo completo (+)