Livro sobre iluminação em museus portugueses ensina a captar olhar

87

 

Um livro que reúne vários estudos sobre a iluminação em museus portugueses, e ensina instrumentos de trabalho inéditos para captar o olhar dos visitantes, vai ser lançado hoje, no Museu do Chiado, em Lisboa.

Intitulado ‘Iluminação em Museus. A Descoberta da Obra de Arte’, de Carmina Montezuma, no livro – inserido na Coleção Estudos de Museus – são analisadas as mais recentes investigações científico-tecnológicas na área da neurofisiologia da visão e do seu processamento cerebral, bem como teorias e modelos cognitivo-emocionais relacionados.

A autora analisou as inovações luminotécnicas e uma nova área de especialização, o design de iluminação, para aceder ao conhecimento destas matérias, que, defende, “é imprescindível ao museólogo e ao curador, em particular na investigação, no inventário da obra de arte e no acompanhamento das diferentes fases de conceção, montagem e manutenção da iluminação”, para as exposições.

Carmina Montezuma, nascida em 1970, é doutorada em Belas Artes, especialidade de Ciências da Arte, pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa (2012), mestre em Museologia e Património pela Universidade Nova de Lisboa (1996) e licenciada em História pela Universidade Autónoma Luís de Camões (1992).

Desde 2014 é responsável do Museu S. João de Deus – Psiquiatria e História, pertencente à Ordem Hospitaleira de S. João de Deus, tendo participado na organização deste museu, inaugurado a 8 de março de 2009.