PJ apreende pergaminho do conde de Barcelos que esteve à venda na internet

83

O pergaminho que alegadamente entrega o Castelo de Lisboa, do século XIV, foi apreendido no Porto pela Polícia Judiciária (PJ), depois de ter estado à venda na Internet, anunciou hoje aquela força policial.

Numa nota, a PJ salientou que o pergaminho foi recentemente motivo de notícias, dado o interesse publicamente manifestado pelo Arquivo Nacional da Torre do Tombo, numa altura em que foi colocado à venda na internet por 750 euros.

O documento será um dos três lavrados na época com o registo da escritura da entrega do Castelo de Lisboa, em janeiro de 1383, ao conde de Barcelos, João Afonso Telo, irmão de Leonor Teles, esposa do Rei D. Fernando.

A entrega foi autorizada precisamente por D. Fernando, que faleceu em outubro desse ano, dando origem à crise política de 1383-1385.

O pergaminho irá agora ser alvo de perícia, no sentido de comprovar a sua autenticidade, sendo posteriormente entregue ao Arquivo Nacional, acrescentou a PJ.

onte: O Minho