Pompeia volta a surpreender!

234

Arqueólogos encontraram em Pompeia um fresco romano de cariz erótico que representa o mito grego de Leda e o Cisne, mito que veio a inspirar artistas como Leonardo Da Vinci ou Miguel Ângelo.

Segundo a mitologia, Leda, mulher de Tíndaro de Esparta, passeava junto ao rio Eurotas quando foi seduzida ou violada – depende das versões – por um cisne, que era, afinal, Zeus camuflado.

Leda pôs, então, dois ovos, dos quais nasceram quatro filhos: os gémeos Pólux e Castor, Helena – futura mulher de Menelau, rei de Esparta, e causadora da guerra de Troia – e Clitemnestra. Mas apenas Helena e Pólux eram considerados filhos de Zeus e, portanto, imortais.

O fresco descoberto em Pompeia retrata o encontro entre Leda e Zeus, numa “cena de grande sensualidade”, segundo indica o comunicado de imprensa do parque arqueológico, que divulgou a descoberta na segunda-feira.

A pintura foi encontrada no dormitório de uma casa, enquanto se levavam a cabo “trabalhos de remodelação das frentes de escavação”, como explicou o diretor do parque arqueológico, Massimo Osanna, citado pelas agências internacionais de notícias. Osanna sublinhou tratar-se de uma descoberta “única e excecional”.

(…)

Pompeia, recorde-se, ficou sob cinzas vulcânicas depois da erupção do Monte Vesúvio no ano 79 d.C.

Fonte: DN