Escultura desaparece do Mosteiro de Alcobaça

295

O Ministério Público (MP) das Caldas da Rainha está a investigar o desaparecimento de uma obra de arte no Mosteiro de Alcobaça. Em causa está uma peça de escultura–réplica da roda da vida apresentada no túmulo do rei D. Pedro I – da coleção da Casa-Museu Vieira Natividade – e que legalmente se encontrava à guarda do Mosteiro de Alcobaça.

A abertura do inquérito foi confirmada ao CM por fonte da Procuradoria-Geral da República (PGR). “O processo encontra-se em investigação e não tem arguidos”, segundo a mesma fonte. Contactada pelo CM, fonte da Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) afirmou que a atual direção “teve conhecimento do alegado desaparecimento quando foi notificada pelo MP.

A DGPC refere que “a peça, com cerca um metro de diâmetro, é da autoria do escultor António Augusto da Costa Motta e consiste numa cópia em gesso que faz parte do rol de doação da coleção Vieira Natividade, feita ao extinto IPPC (Instituto Português do Património Cultural), em 1991” e que desconhece o valor da mesma.

O CM sabe que, na denúncia feita ao MP, é referido que a obra terá desaparecido entre julho de 2014 e janeiro deste ano.

Fonte: CM