Viseu e Cabo Verde assinam parceria para festivais literários

51

O ministro da Cultura e Indústrias Criativas de Cabo Verde disse à agência Lusa que assinou uma parceria com o município de Viseu para geminação de festivais literários e para a arte urbana, música e outras áreas.

ssinámos um acordo de parceria entre o Festival Literário Morabeza e o Festival Literário Tinto no Branco e a ideia é fazer uma parceria mais lata já que Viseu tem um acordo de geminação com a cidade de São Filipe, na ilha do Fogo, e o próximo festival de Morabeza vai ser em São Filipe, com extensão a Chã das Caldeiras”, anunciou o ministro Abraão Vicente.

As declarações foram feitas à margem do festival Tinto no Branco, que decorreu em Viseu até domingo, onde o ministro marcou presença com o intuito de alargar a parceria cultural, e não só, entre a cidade beirã e o país lusófono.

Com esta parceria, “todos os anos Viseu manda um escritor a Cabo Verde e Cabo Verde manda um escritor ao festival de literatura Tinto no Branco”, acrescentou o ministro que explicou que Germano Almeida, o mais recente Prémio Camões que estava agendado para o festival em Viseu, “cancelou a sua vinda por questões de saúde” e acabou por ser substituído por um outro escritor cabo-verdiano, Filinto Elísio”.

Abraão Vicente disse ainda que, para além da literatura, a parceria vai abranger outras áreas, tendo em conta a geminação com a cidade do Fogo “que tem tantos sobrados, Viseu que é uma cidade quinhentista, pode ajudar com o envio de arquitetos e outros especialistas para ajudar à preservação do património arquitetónico” de São Filipe.

Nas outras áreas abrangidas nesta parceria está a arte urbana e o ministro da Cultura adiantou à agência Lusa que a ideia é fazer formação, “sempre que alguém vá a Cabo Verde além de pintar e fazer arte urbana forma os artistas e promove a internacionalização de alguns dos nomes” cabo-verdianos.

Fonte: DN