Prémio Vasco Graça Moura-Cidadania Cultural distingue Maria do Céu Guerra

42

A atriz e encenadora Maria do Céu Guerra, uma das fundadoras da companhia de teatro A Barraca, foi distinguida com o Prémio Vasco Graça Moura-Cidadania Cultural.

Maria do Céu Guerra, de 75 anos, “desenvolveu, ao longo de mais de cinco décadas, uma carreira ímpar ligada às artes”, e é a primeira mulher a receber este galardão, com o valor pecuniário de 20.000 euros.

A atriz e encenadora foi a personalidade escolhida “por se ter destacado, ao longo da vida, numa prática de cidadania cultural, enquanto atriz, que levou à cena e por diferentes modos divulgou os grandes textos da literatura portuguesa e, nessa intervenção, que manteve em A Barraca como núcleo de irradiação cultural, formativo e vocacionado para a descoberta e criação de novos públicos”, segundo o júri, ao qual presidiu Guilherme d’Oliveira Martins.