INESC TEC vai digitalizar o maior acervo documental da História de Portugal

327

Durante o mês de Janeiro, o INESC TEC vai dar início ao projecto EPISA – Entity and Property Inference for Semantic Archives, cujo objectivo é integrar no mundo digital o maior acervo de fontes da História de Portugal.

O foco do projeto EPISA é, a partir da análise dos registos existentes no Arquivo Nacional da Torre do Tombo(ANTT), produzir novas representações dos documentos que os interliguem às redes de dados abertos ligados, tendo em conta o aumento dos acessos on-line. Para isso, o projeto vai desenvolver ferramentas para a produção de novos registos pelos arquivistas e para a pesquisa pelos cidadãos.

O EPISA recorre a métodos de processamento de linguagem natural, reconhecimento de entidades e aprendizagem automática para explorar os registos de documentos e os próprios documentos se estiverem em suporte digital. Das descrições produzidas por arquivistas, serão extraídas entidades e relações que vão povoar um modelo de descrição, semanticamente mais rico que o modelo atual e mais fácil de tratar automaticamente.

(…)

O projeto EPISA foi um dos 15 projetos aprovados no Concurso de Projetos de Investigação Científica e Desenvolvimento Tecnológico em Ciência dos Dados e Inteligência Artificial na Administração Pública, uma iniciativa conjunta dos ministérios da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e da Modernização Administrativa. O projeto tem um orçamento aproximado de 300 mil euros, sendo financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

Além do INESC TEC (proponente), este projeto tem como parceiros a Universidade de Évora e a Direção Geral do Livro, dos Arquivos e da Bibliotecas (DGLAB), responsável pelo Arquivo Nacional da Torre do Tombo.

Fonte: UP