Ministra garante NIF para museus

283

No dia em que a proposta de autonomia para museus e monumentos avançada pelo Ministério da Cultura foi debatida no parlamento, a ministra afirmou ontem à RTP que no novo diploma estará prevista a atribuição de um NIF aos museus, uma das maiores reivindicações do setor, garantindo-lhes assim maior autonomia.

Uma das queixas dos diretores de museus referentes à falta de autonomia tem que ver com a impossibilidade de agirem com rapidez e eficiência em questões como a reparação de um cano, exemplo dado ontem pelo diretor do Mosteiro da Batalha, Joaquim Ruivo, explicando que tal implica ter de fechar o museu durante um dia, ou a compra de lâmpadas, que demoraram um ano a chegar no caso do Museu Nacional de Arte Antiga, segundo contou em entrevista à RTP o diretor António Filipe Pimentel, que deixará o cargo em junho.

“Esse argumento muito frequentemente utilizado da lâmpada ou do papel vai ser contemplado e vai ter o NIF, que não é relevante tão só para a lâmpada ou para o papel, mas para possibilitar angariar donativos, mecenatos etc.”, afirmou Graça Fonseca.

Criticada por muitos como insuficiente, sobre a proposta a ministra da Cultura acrescentou ainda: “Para ser possível haver autonomia financeira, uma determinada organização tem de gerar dois terços de receitas próprias, isto é o que diz a lei de bases da contabilidade pública. O que tenho dito sempre, para que todos tenhamos as mesmas expectativas, é que nós vamos o mais longe possível nesta nova lei da autonomia, no que nos permite a lei de bases da contabilidade publica.”

(…)

Fonte: DN