Cidadãos de todo o país apoiam investigação na Lourinhã

42

Cientistas da Universidade Nova, do Museu Geológico, de Lisboa, e do Museu da Lourinhã vão receber bolsas de investigação em paleontologia financiadas por cidadãos de todo o país, anunciou o Parque dos Dinossauros da Lourinhã.

“Quem financiou as bolsas foi quem comprou cadernetas de cromos de dinossauros para colecionar”, adquiridas em supermercados espalhados por todo o país, explicou o diretor científico do Parque dos Dinossauros da Lourinhã, Simão Mateus, em declarações à agência Lusa.

Os três projetos científicos vão decorrer durante um ano na Lourinhã.

A Universidade Nova de Lisboa e o Museu da Lourinhã recebem 29.734 euros para iniciar um projeto científico relacionado com micro animais vertebrados que viveram em território português durante o Jurássico Superior, há 150 milhões de anos.

O objetivo é envolver os cidadãos na ciência, fazer novas descobertas para a ciência e conhecer a fauna que vivia com dinossauros há 150 milhões de anos.

A Universidade Nova de Lisboa e o Museu da Lourinhã obtêm mais 29.915 euros para financiar o estudo do dinossauro carnívoro ‘baryonix’, espécie descoberta pela primeira vez em Inglaterra e, anos mais tarde, em Portugal, no Cabo Espichel, em Sesimbra, no distrito de Setúbal.

Fonte: DN