Governo quer expor as obras de arte em reserva dos museus nacionais

147

O Ministério da Cultura indicou esta quinta-feira à agência Lusa que a exposição de obras de arte provenientes das reservas dos museus nacionais, em museus regionais e locais, faz parte do Plano de Valorização do Interior criado pelo Governo.

A indicação surgiu na sequência de um contacto da Lusa com o gabinete da ministra da Cultura, Graça Fonseca, sobre as declarações proferidas pelo ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, na quarta-feira, no parlamento, sobre a criação de um polo do Museu Nacional de Arte Contemporânea numa cidade do interior do país.

Numa resposta enviada por correio eletrónico, elaborada pelos gabinetes da ministra da Cultura e do ministro Adjunto e da Economia, as declarações proferidas no parlamento são enquadradas no Plano de Valorização do Interior, “anunciado, divulgado e consultável online desde julho de 2018”.

Esse plano “envolve todas as áreas de Governo, incluindo naturalmente a Cultura, sob a coordenação do ministro Adjunto e da Economia e do secretário de Estado para a Valorização do Interior”, indica o comunicado.

Um dos objetivos do plano é “identificar obras de arte existentes em reservas nos museus nacionais que não estejam em exibição (e para as quais não existe espaço físico disponível para as expor), definindo parcerias com museus regionais e/ou locais para a sua exibição. É a implementação desta medida que está em análise, aqui se incluindo o Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado”.

(…)

Fonte: Observador