Ponte Fortificada de Ucanha alvo de requalificação

86

A Ponte Fortificada de Ucanha, no concelho de Tarouca, está a ser requalificada com o objetivo de melhorar as condições e a qualidade da visita, anunciou o Museu de Lamego, responsável pela gestão do projeto Vale do Varosa.

Provavelmente edificada durante os séculos XIV e XV e classificada monumento nacional, a Ponte Fortificada de Ucanha está ser intervencionada ao abrigo da segunda fase do projeto Vale do Varosa, promovido pela Direção Regional de Cultura do Norte e cofinanciado pelo programa Norte 2020.

O Museu de Lamego lembra que este projeto “levou à criação e abertura ao público de rede de monumentos Vale do Varosa e incluiu a recuperação parcial e abertura ao público do Mosteiro de São João de Tarouca, do Mosteiro de Santa Maria de Salzedas e do Convento de Santo António de Ferreirim”.

A rede foi ampliada em abril de 2014, com a integração da Ponte Fortificada de Ucanha e da Capela de São Pedro de Balsemão.

“O alargamento dos trabalhos de reabilitação a novos monumentos é materializado nesta segunda fase na Ponte Fortificada de Ucanha, que, durante a duração dos trabalhos, permanece visitável pelo exterior”, explica o museu, em comunicado.

A segunda fase do projeto Vale do Varosa prevê “um conjunto de ações que visam a ampliação das áreas de visita já abertas ao público, a integração de novos elementos patrimoniais nos percursos de visita, o aumento da diversidade de elementos e temáticas de visita e o reforço da comunicação do projeto”.

Os trabalhos em curso de valorização da Ponte Fortificada de Ucanha juntam-se aos do Centro Interpretativo do Mosteiro de São João de Tarouca e à já consolidada intervenção de conservação e restauro do teto da antiga botica do Mosteiro de Santa Maria de Salzedas, que, ainda em 2018, marcou o arranque da segunda fase do projeto Vale do Varosa, num investimento global de cerca de dois milhões de euros.

(…)

Fonte: DN