Festival Literário Internacional Interior homenageia José Saramago

71

A segunda edição do Festival Literário Internacional Interior (FLII) Palavras de Fogo vai homenagear José Saramago e assinala os 30 anos da queda do Muro de Berlim.

O FLII – Palavras de Fogo, que decorre entre 14 e 17 de junho, “pretende envolver todos os agentes de desenvolvimento de todos os concelhos participantes, todos os talentos locais, em todas as ações a realizar em simultâneo”, refere uma nota de imprensa.

Conta com cerca de 30 escritores convidados: destacam-se os portugueses Afonso Cruz, Gonçalo M. Tavares, Inês Fonseca Santos, Filipa Leal, Ana Paula Arnaut, Pedro Chagas Freitas, Danuta, Patrícia Portela, Joel Neto, Eunice Lourenço, Leonor Menezes, João Rasteiro, Edgar Valles, José Alberto Carvalho, Ricardo Mota, Mário Zambujal, Fernando Aguiar e Ana Filomena Amaral.

Presenças garantidas são dos estrangeiros André de Toledo Sader, Andréa del Fuego, Ana Miranda e Júlio Silveira (Brasil), Julia Wong (Perú), Asiya Zahoor (Caxemira), Jan Carson (Irlanda do Norte), Zahra El Hasnaoui Ahmed (Sahara Ocidental,) Maya Abu Alhayat (Palestina), Eun Hee-Kyung (Coreia), Karla Suarez (Cuba) e Hélder Beja (Macau).

Com o tema transversal “A arte e a cultura como reanimadores de uma região e de um povo”, este festival, que se dedica ainda a Sophia de Mello Breyner Andresen e Jorge de Sena, congrega os municípios de Ansião, Alvaiázere, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos e Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, Arganil, Penela, Tábua e a Fundação ADFP de Miranda do Corvo, no distrito de Coimbra, e a Câmara de S. Pedro do Sul, no distrito de Viseu.

Organizado pela Arte-Via Cooperativa, sediada na Lousã, no distrito de Coimbra, o evento conta com a participação “crucial” das bibliotecas municipais e redes de bibliotecas escolares, explica o Município de Alvaiázere, um dos municípios envolvidos, em nota de imprensa.

Da programação fazem parte “ações de formação, concursos, palestras, `workshops`, leituras, feiras do livro, espetáculos, multimédia, performances, instalações, exposições, para e com todos os públicos de todas as faixas etárias”.

Fonte: RTP