Tesouros gregos na Gulbenkian

282

Fragmentos da história grega ao longo de sete mil anos (desde o 6º milénio a.C. até à proclamação da nação helénica, em 1830) integram um universo de 157 objectos que fazem parte da exposição “Os Gregos – Tesouros do Museu Benaki”, que inaugura hoje na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa. A mostra, que inclui peças de escultura, cerâmica, ourivesaria, metais, têxteis, arte do livro e pinturas do acervo do Museu Benaki de Atenas, faz uma panorâmica sobre a Arte e a Cultura gregas desde o Neolítico até à independência do país no séc. XIX.
Esta exposição resulta da cooperação entre a Gulbenkian e o Museu Benaki, quer na selecção das peças, quer na elaboração dos textos do catálogo.
A exposição abre ao público amanhã e pode ser vista, até 6 de Janeiro de 2008, na Galeria de Exposições Temporárias. AV