Antiguidades de museus tunisinos encontradas em casas de Ben Ali

376

Segundo informações avançadas pelo “The Art Newspaper”, Samir Aounallah, director da comissão tunisina de museus admitiu que Leila Trabelsi, mulher do Presidente deposto, utilizava artefactos, incluindo frescos e mosaicos para decorar os palácios da família, garantindo que alguns dos “objectos encontrados nas casas de Ben Ali já regressaram para junto das colecções”.
Ben Ali e a sua família abandonaram a Tunísia no dia 14 de Janeiro depois das manifestações contra as suas duas décadas de presidência marcada por uma forte corrupção e asfixia, tendo-se refugiado na Arábia Saudita.
(…)
Muitos dos objectos confiscados pertencem ao Museu Bardo, que possui a maior colecção do mundo de mosaicos romanos.
De acordo com Julien Anfruns, o director-geral do Conselho Internacional de Museus (ICOM), vários arqueólogos e curadores internacionais estão actualmente na Tunísia a fazer um levantamento dos danos causados nos objectos, com vista à elaboração de inventários a serem entregues aos museus do país.

Fonte: Público, 17/02/2011