Matosinhos cria percurso de arte urbana com grafiters nacionais e internacionais

3463

matosinhos

O projeto de arte urbana “Up There” surge no âmbito de Matosinhos como Capital da Cultura do Eixo Atlântico e vai criar um percurso na cidade com quatro nomes nacionais e dois internacionais.

Assim, aos portugueses Mr. Dheo, ARM Collective (Miguel Caeiro e Gonçalo Ribeiro), Hazul e PARIZ One juntam-se o argentino radicado em Espanha Pantone e o francês Katre.

“Este projeto tem como objetivo criar um elemento diferenciador e, consequentemente, trazer um valor acrescentado à proposta turística da cidade de Matosinhos, no âmbito da arte urbana. São vários os artistas de renome nacional e internacional, às mãos dos quais serão intervencionados diversos muros e empenas da cidade, dando origem à criação de um percurso de ‘Street Art’”, pode ler-se no conceito do projeto, hoje enviado à Lusa.

A apresentação do projeto vai ter lugar no dia 06 de julho na Lionesa, em Leça do Balio, um dia antes do arranque da intervenção de PARIZ One, a que se seguirão Katre e Hazul ainda em julho, enquanto Mr. Dheo, Pantone e os ARM Collective farão as suas intervenções em setembro.

O roteiro tem o seu primeiro ponto na escola secundária Augusto Gomes, onde vão estar duas das intervenções artísticas, seguindo-se depois o Hotel Amadeo, junto à estação de metro da Câmara de Matosinhos, e depois dois bairros: o de Carcavelos e o da Biquinha.

“O resultado ficará à vista de todos, democraticamente, naquela que será a maior mostra de arte urbana que alguma vez aconteceu na cidade de Matosinhos. Este evento promete evocar a génese de uma localidade rica em tradições ligadas ao mar, reinterpretando-as e difundindo-as através de uma vertente artística tão impactante e global”, acrescenta o documento.

Fonte: Diário Digital com Lusa