Centro de Artes Contemporâneas dos Açores é finalista dos prémios de arquitectura RIBA 2016

3012

centro_artes_acores

 

O Centro de Artes Contemporâneas dos Açores, projetado pelo ateliê Menos é Mais Arquitetos e João Mendes Ribeiro, é um dos seis finalistas do prémio britânico de arquitetura RIBA 2016.

De acordo com o “sítio online” do galardão organizado pelo Instituto Real de Arquitetos Britânicos (RIBA – Royal Institute of British Architects) O Centro de Artes Contemporâneas Arquipélago, localizado na Ribeira Grande, nos Açores, entrou na “short list” do prémio.

O prémio anual internacional visa distinguir o “mais significativo e inspiracional edifício do ano”, segundo a organização.

Fundado em 1834, o RIBA é uma das mais prestigiadas organizações da prática da arquitetura em todo mundo.

O júri do prémio é presidido pelo arquiteto Richard Rogers, galardoado este ano com o Prémio JC Nichols 2015, anualmente atribuído pelo ULI (Urban Land Institute).

O júri vai agora visitar os edifícios finalistas e o vencedor do RIBA será anunciado a 24 de novembro.

Fonte: DN