Sagrada Família recebe a sua primeira licença de construção

77
Sagrada Família, Barcelona, Gaudi

Visitada anualmente por 4,5 milhões de pessoas, olhada, admirada e fotografada por muitos mais, que ali vão, àquele bairro de Barcelona, só para contemplar o espetáculo da “sinfonia em pedra”, como alguém lhe chamou, a catedral imaginada por Antoni Gaudi recebeu na sexta-feira a sua primeira licença de construção.

O documento legal, que tem validade para os próximos sete anos, e que representará para a autarquia um encaixe de 4,6 milhões de euros no mesmo período, pagos pela fundação responsável pela construção e conservação da Sagrada Família, representa um passo decisivo para a conclusão da catedral no tempo estipulado.

Não é conhecido um motivo concreto para a falta, até agora, de uma licença de construção da icónica catedral da capital catalã – ou, pelo menos, as autoridades não citam nenhum -, mas o facto é que a permissão legal não existia.

Em outubro do ano passado, um primeiro passo já tinha sido dado para resolver o problema, quando a fundação responsável pela catedral, que está classificada pela Unesco como património mundial, acedeu a pagar um montante até 36 milhões de euros em multas, pela permissão em falta.

A construção da catedral iniciou-se em 1882 e os responsáveis da fundação – e também as autoridades da cidade – pretendem que ela possa estar concluída em 2026, ano em que se assinala o centenário da morte de Gaudi.

Fonte: DN