Quadro atribuído a Caravaggio vendido antes de leilão em Toulouse

72

Caravaggio, Judite e Holofernes

A pintura Judite e Holofernes, que em 2014 foi encontrada no sótão de uma casa em Toulouse, e que a partir daí esteve no centro de uma renhida polémica sobre se se trata ou não de um original do italiano Michelangelo Merisi da Caravaggio (1571-1610), foi vendido esta terça-feira naquela cidade francesa, dois dias antes de chegar à praça num anunciado leilão da casa Marc Labarbe.

Judite e Holofernes foi vendido a um coleccionador não identificado, e o acordo de confidencialidade que assinou com o leiloeiro de Toulouse também impediu a divulgação do preço da transacção, explicou Marc Labarbe, em comunicado. No entanto, quando o leilão foi agendado para o dia 27 de Junho, apontava-se para que a venda pudesse atingir os 150 milhões de euros.

(…)

No comunicado em que anuncia a venda, o leiloeiro Marc Labarbe avança também que Judite e Holofernes, que terá sido pintado entre 1606 e 1607, irá ser exposto num grande museu, mas fora do território francês.

Fonte: Público

Artigo completo (+)