Museu Nacional dos Coches acolhe Semana Ibermuseus

87

Começa hoje, dia 2 de Julho, a segunda Semana Ibermuseus. A iniciativa, que reúne cerca de 40 profissionais de 12 países, tem lugar no Museu Nacional dos Coches e decorre até ao dia 5 de Julho.

Organizada em Lisboa pela Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), esta segunda reunião decorre no âmbito do programa de cooperação intergovernamental Ibermuseus, tendo em vista a definição de ações, para o biénio 2020-2021.

O tráfico ilícito de bens culturais, o fortalecimento de conhecimentos dos profissionais, o uso de novas tecnologias, a sustentabilidade dos museus, a interação com outras organizações públicas e privadas e a difusão de boas práticas são temas dominantes da Semana Ibermuseus, segundo comunicado da DGPC.

Ao longo dos quatro dias de trabalho, cada mesa técnica tem de desenvolver uma proposta de atividades para desenvolver nos próximos dois anos, seguindo objetivos definidos no Plano Estratégico 2020-2023, e “contribuir para a proteção do património museológico da região, fortalecer o papel social dos museus e aperfeiçoar a gestão das instituições museológicas da região”, lê-se no comunicado.

O programa Ibermuseus propõe-se a “refletir sobre o papel dos museus no mundo contemporâneo e sobre as diferentes formas de salvaguardar e promover o património museológico”.

Os 40 profissionais reunidos em Lisboa vêm da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, Espanha, México, Peru, Portugal e Uruguai, e vão desenvolver quatro linhas de ação do Ibermuseus: formação e capacitação, proteção do património, sustentabilidade e observatório iberoamericano de museus, explica o comunicado da DGPC.

A DGPC define este encontro como um “espaço fortalecedor da rede iberoamericana de museus, por meio da articulação e diálogo entre os seus diferentes atores, e, também, como uma oportunidade única para identificar interesses comuns, definir metodologias de trabalho e estabelecer estratégias”.

O subdiretor-geral do Património Cultural David Santos assume a vice-presidência do Programa Ibermuseus, no período de 2019 a 2021.

A Rede Ibero-Americana de Museus, formada pelos 22 países da comunidade ibero-americana, abrange 600 milhões de habitantes e 200 milhões de bens culturais, acrescenta a DGPC.

Fonte: RTP