Museu Municipal da Póvoa de Varzim assinala centenário da morte de Patrão Lagoa

29

A figura de Manuel António Ferreira – o Patrão Lagoa – encontra-se no mais elevado patamar de mérito humanitário, com um lugar destacado na larga galeria de heróis poveiros. O seu nascimento em 1866 ocorreu praticamente ao mesmo tempo que se dava a colocação do primeiro barco salva-vidas na então vila da Póvoa de Varzim. A sua infância e juventude foram marcadas pelas vivências e relatos dos arrojados salvamentos levados a cabo por José Rodrigues Maio, o Cego do Maio, José Martins Areias, o Mestre Sérgio, ou o filho deste, João Martins Areias, o Patrão Sérgio. Exemplos de tão elevado mérito ter-lhe-ão despertado um profundo sentido de missão, tendo-o levado a dedicar a vida aos socorros a náufragos.

Na data em que se assinala o centenário da morte do Patrão Lagoa, dia 8 de julho (2ª feira), a Câmara Municipal, através do Museu, assinala a efeméride através da realização de uma palestra, às 21h30 que abordará a temática dos Socorros a Náufragos e uma contextualização histórica sobre a vida e obra do herói humanitário responsável pelo resgate de mais de uma centena de vidas por Maria de Jesus Rodrigues.

Fonte: Museu Municipal de Póvoa de Varzim