Estratégia de gestão da colecção de obras de arte do Estado publicada no Diário da República

181

concurso, património, cultura, museus

A Coleção de Arte Contemporânea do Ministério da Cultura, designada por Coleção SEC, foi iniciada em 1976, correspondendo a uma coleção de arte contemporânea de natureza pública que integra obras de mais de três centenas de artistas realizadas em diversos suportes (pintura, desenho, gravura, fotografia, escultura, instalação ou têxtil).

A Coleção SEC encontra-se, desde 2017, afeta à Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), através do Despacho n.º 6313/2017, do Ministro da Cultura, publicado no Diário da República, 2.ª série, n.º 138, de 19 de julho. Este Despacho determinou ainda que a DGPC, com a colaboração da Direção-Geral das Artes, procedesse à localização e ao inventário das obras da Coleção SEC, bem como à análise e avaliação dos protocolos de depósito, comodato e de cedência existentes relativos às obras desta coleção.

Despacho n.º 6146/2019 – Diário da República n.º 126/2019, Série II de 2019-07-04 122920117

Cultura – Gabinete da Ministra

Aprova a estratégia de gestão da coleção de obras de arte do Estado