Obras de Frank LLoyd Wright distinguidas pela UNESCO

77

Guggenheim Nova Iorque

O museu Guggenheim de Nova Iorque e outros sete prédios do americano Frank Lloyd Wright, símbolos de sua “arquitetura orgânica”, foram inscritos neste domingo no Património Mundial da Unesco, que destacou o “forte impacto no desenvolvimento da arquitetuta moderna na Europa”.

Quase todas concebidas e construídas na primeira metade do século XX nos Estados Unidos, as obras “são uma amostra da arquitetura orgânica elaborada por Wright, que se caracteriza, principalmente, por um plano aberto, uma falta de clareza dos limites entre o exterior e o interior, e o uso inédito de materiais como aço e cimento”, assinala o comunicado da Unesco.

Com esta decisão, os Estados Unidos contam agora com 24 sítios na lista do Património Mundial. “Essas construções mostram a influência de Wright nos rumos da arquitetura no mundo inteiro”, assinalou o Departamento de Estado americano.