Mafra comemora inscrição como Património Mundial com visitas gratuitas

98

Palácio de Mafra

A inscrição do Palácio, Basílica, Convento, Jardim do Cerco e Tapada de Mafra como Património Mundial da UNESCO é assinalado no sábado com visitas gratuitas, recriações históricas, espetáculos de música e percursos pedestres.

Na Basílica do palácio, vão ouvir-se os órgãos históricos ao longo do dia, enquanto no Jardim do Cerco vai ser feita a recriação histórica “O recreio da corte”, com jogos, música e dança, entre as 15:00 e as 18:00.

Já a Escola das Armas promove visitas guiadas entre as 10:00 e as 15:00 e a Tapadão organiza percursos pedestres entre as 10:00 e as 18:00.

Pelas 22:00, a Banda Sinfónica do Exército e a soprano Daniela Nunes dão um concerto em frente ao Palácio Nacional de Mafra.

O monumento português fez parte das “36 indicações para inscrição na Lista do Património Mundial”, que foram avaliadas.

Datado do século XVIII, o Palácio Nacional de Mafra, mandado construir por D. João V, com a riqueza resultante do ouro vindo do Brasil, é um dos mais importantes monumentos representativos do barroco em Portugal, sendo por isso um exemplo de afirmação do poder real.

Possui importantes coleções de escultura italiana, de pintura italiana e portuguesa, uma biblioteca única, bem como dois carrilhões, seis órgãos históricos e um hospital do século XVIII.

Foi classificado em 1910 como Monumento Nacional, mas a classificação abrangia só o palácio, a basílica e o convento.